As vantagens de ser bilíngue para o cérebro

#

16 de Agosto

Assim como os músculos, o cérebro é um órgão extremamente maleável, o que significa que ele precisa de estímulos constantes para que se mantenha ativo e saudável. Nos últimos anos, descobriu-se que aprender uma nova língua pode ser uma das formas mais eficientes para “turbiná-lo”. Não por acaso, a comutação entre duas línguas tem sido comparada por cientistas com uma ginástica mental.

 

“Os bilíngues são um verdadeiro modelo de controle cognitivo”, diz a cientista Judith F. Kroll, da Universidade Estadual da Pensilvânia. Segundo ela, a capacidade de memorizar mais de uma língua ao mesmo tempo e a habilidade de alternar entre elas na hora certa é um exemplo de exercício mental intenso.

 

Uma criança bilíngue, por exemplo, tem de escolher entre os idiomas que conhece para se comunicar em situações específicas. Isso faz com que o seu cérebro esteja em exercício continuamente, desenvolvendo, assim, a sua capacidade de gerir com eficiência os chamados processos cognitivos superiores, tais como resolução de problemas, memória e raciocínio lógico. Isso também aumenta a sua habilidade de filtrar as respostas, tornando sua mente mais flexível e ágil.

 

A escolha do curso para desenvolver as bases de um novo idioma é fundamental para solidificar conhecimentos dos quatro pilares de uma língua: conversação, audição, escrita e leitura. Por isso, venha visitar nossa escola e ver o melhor método de ensino para o seu caso! 

Deixar comentário